Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Matrículas para escolas do Conjunto Macapaba abrem dia 29 de janeiro

Por: Paula Monteiro - 24/01/2018 - 15:19

Foto: Pedro Gomes

Os interessados em estudar nas duas escolas construídas pelo Governo do Amapá no Conjunto Habitacional Macapaba, zona norte da capital Macapá, devem efetivar a matrícula com a entrega de documentos entre os dias 29 de janeiro e 1º de fevereiro. Esse período é para quem fez a Chamada Escolar em 2017.

O posto de atendimento funcionará das 8h às 11h30 e das 14h às 17h30, na quadra poliesportiva do colégio, que oferecerá o ensino fundamental I. A escola fica no final do conjunto Macapaba e contará com o apoio de funcionários da Secretaria de Estado da Educação (Seed). 

Para efetivar a matrícula, é preciso apresentar os originais e cópias da certidão de nascimento, CPF, RG, histórico escolar ou ressalva, comprovante de residência, cartão de vacinas atualizado e carteira do Sistema Único de Saúde (SUS), além de foto 3x4 e classificador. Quem não fez a Chamada Escolar, poderá se matricular entre os dias 6 e 9 de fevereiro, com a entrega dos documentos exigidos.

Uma instituição oferecerá o ensino fundamental I com classes bilíngues e a outra os ensinos fundamental II e médio. As duas unidades foram incluídas na Chamada Escolar e 1.400 pessoas optaram por estudar nelas. As escolas foram concluídas este ano e tem previsão de começar as aulas em fevereiro. Cada uma tem capacidade de atender 1.400 estudantes. A equipe da Secretaria de Educação ficará no local até que todas as vagas sejam preenchidas.

Classes bilíngues

Os estudantes do 1º ano do ensino fundamental I formarão as primeiras turmas de classes bilíngues da rede pública estadual. Eles terão aulas de língua francesa duas vezes na semana e, ainda, as disciplinas de matemática e ciências lecionadas também em francês. O modelo de escola bilíngue busca proporcionar aos estudantes o ensino das disciplinas comuns em duas línguas: portuguesa e francesa.

As escolas com classes bilíngues permitem que o estudante aprenda dois idiomas na forma falada e escrita por meio de seminários, trabalhos em grupos, conversas individuais com o professor e recursos didáticos.

O Governo do Amapá já fomenta a difusão da cultura francesa no Estado por meio do Centro de Língua e Cultura Francesa Danielle Mitterrand e do Centro Cultural Franco-Amapaense.