Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Escolas rurais e urbanas são contempladas com internet via satélite

Por: Wellington Costa - 21/01/2019 - 08:54

Foto: Divulgação/MEC

Em poucos dias, 28 escolas da rede estadual de ensino do Amapá, localizadas em áreas rurais e urbanas, passarão a contar com internet via satélite. O aporte financeiro que possibilitará a inclusão dessas unidades escolares no mundo digital veio através do Programa de Inovação Educação Conectada, do governo federal. Outras 130 escolas estaduais devem receber o incentivo ainda nesse primeiro semestre de 2019.

O programa tem o objetivo de apoiar a universalização do acesso à internet de alta velocidade, por via terrestre e via satélite, e fomentar o uso de tecnologia digital na educação básica. Das 28 escolas contempladas nesse primeiro momento, boa parte delas está localizada na zona rural de Macapá, como as Escolas do Pescado, Maruanum II e São Pedro do Caranã. Uma escola de Porto Grande, a José Ribamar Teixeira, também foi contemplada.

São cerca de R$ 100 mil investidos na aquisição de equipamentos de conectividade como rack, roteador de rede, modem ADSL, ponto de acesso, switch de acesso, firewall, nobreak, controladora e cache de conteúdo. O aporte financeiro será liberado via Plano de Desenvolvimento da Escola (PDDE).

“Com a inclusão digital dessas escolas, a perspectiva é que, no futuro, elas façam parte de todo o processo de matrícula on-line como já acontece na capital e em Santana, além de possibilitar a democratização digital dos alunos”, destacou a secretária adjunta de Políticas da Educação da Seed, Neurizete Nascimento.

Expansão

A implementação do Programa de Inovação Educação Conectada está prevista para acontecer até 2024, de maneira a contemplar, gradualmente, escolas urbanas e rurais em três fases: Indução, Expansão e Sustentabilidade.

O governo federal está na primeira fase, a de Indução, com apoio à infraestrutura para as redes selecionadas (aquelas que atenderam aos critérios específicos para a fase), contemplando 22.400 escolas urbanas com internet terrestre; e 6.500 escolas rurais com Internet via satélite; distribuídas em cerca de 2.000 municípios de todos os estados brasileiros.

Para 2020, outras 56 escolas da rede estadual de ensino deverão ser contempladas pelo programa.