Educação

Secretaria de Estado da Educação

Acessibilidade: A+ A() A-

 NOTÍCIAS

Escola de Pesca realiza feira de empreendedorismo com venda de orgânicos e recicláveis

Por: Caroline Mesquita - 06/06/2019 - 15:10

Foto: Erich Macias/Seed

Estudantes do Centro Integrado de Formação Profissional em Pesca e Aquicultura do Amapá (Cifpa) realizaram na noite de terça-feira, 4, no hall da escola, uma minifeira de exposição e vendas de produtos desenvolvidos nos cursos técnicos de Pesca e Aquicultura, e de Agroecologia. A mostra na Escola Técnica de Pesca, como também é conhecido o Cifpa, visa despertar o empreendedorismo e também demonstrar formas de reutilizar resíduos sólidos com foco na sustentabilidade e no protagonismo juvenil.

Entre as vendas estavam produtos orgânicos, bijuterias e couros feitos com as peles e escamas de pescados, vasos e materiais fabricados a partir do caroço de açaí, artesanatos e caixas de abelhas, e também o fishburger (hambúrguer feito do filé do peixe processado). A secretária de Estado da Educação em exercício, Terezinha Ferreira, esteve presente no evento e conheceu todos os produtos. “É a oportunidade que os estudantes têm de empreender e, ao mesmo, colaborar com o meio ambiente”, avaliou a gestora.

O estudante Evandro Alves apresentou o projeto que desenvolve com seus colegas do curso técnico da Pesca e Aquicultura: o Fisher Amazon, responsável pela criação e produção do fishburger no Cifpa. O processamento e o beneficiamento do pescado são todos realizados na escola. As espécies escolhidas para fazer o hambúrguer de peixe foram uritinga e acará açu, porém, sempre vão testando novas espécies para diversificar o sabor.

“Pegamos o peixe in natura, fazemos a escamagem, filetagem, depois lavamos e secamos para ele poder ir ao triturador e ser misturado com os temperos adequados. Estamos aperfeiçoando ainda, mas a ideia é fomentar o mercado com uma nova culinária com um grande valor nutritivo”, disse Evandro. 

Outro trabalho divulgado na mostra de empreendedorismo e sustentabilidade é o projeto de reciclagem Fortaleza Verde, que oferta para a comunidade externa capacitação, palestras e oficinas para a reutilização do caroço de açaí. São feitos bijuterias, vasos orgânicos, tapetes, quadros, cortinas, entre outros produtos.

“O açaí é muito consumido em nosso Estado, e o descarte dos caroços causa danos e poluição. Então estamos trabalhando para preservar o meio ambiente e também dar uma fonte de renda para quem não tem o conhecimento de como reutilizar esse resíduo”, explicou Gabriela Pereira, estudante de agroecologia.

O diretor do Cifpa, Everaldo Borges, considera essencial desenvolver uma educação empreendedora. Por isso, nos cursos de pesca e agroecologia há as disciplinas “Elaboração de Projetos” e “Empreendedorismo”, que desafiam os estudantes a pensarem em algo que possa ser transformado em negócio, sem esquecer o lado ambiental.

“Nessa época de crise em que o Brasil vive, é essencial incentivar o potencial empreendedor em cada aluno. Aqui é possível observar, degustar, conhecer e também adquirir os produtos dos nossos alunos”, considerou Borges.