quinta, 02 de junho de 2022 - 17:44h - 5262
Inovação: Governo do Amapá apresenta projetos de incentivo à Ciência e Tecnologia
Iniciativas foram apresentadas em audiência pública na Alap. Objetivo é ampliar o leque para investimentos no setor científico-tecnológico amapaense.
Por: Rafael Aleixo
Foto: Rafael Aleixo
A partir da aprovação das propostas, Governo, academia e iniciativa privada poderão ampliar investimentos.

O Governo do Estado apresentou, em audiência pública na Assembleia Legislativa (Alap), nesta quinta, 2, as estratégias de incentivo ao desenvolvimento da ciência e da tecnologia no Amapá. Com a exposição, o objetivo é ampliar o leque para investimentos no setor científico-tecnológico amapaense.

Foram destaques o Programa Amazônia +10; a lei de reestruturação do Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia; e as expectativas para regulamentação da Lei de Inovação do Estado do Amapá.

Com a aprovação pelo Legislativo estadual das propostas de reestruturação e de regulamentação, o Governo, as instituições de pesquisa e a iniciativa privada ganham mais respaldo jurídico para maiores investimentos no setor.

As propostas foram elaboradas pela Secretaria de Estado da Ciência e Tecnologia (Setec), como explica o secretário Rafael Pontes.

“Apresentamos hoje importantes iniciativas que irão apoiar as nossas instituições de pesquisa e o setor de inovação, melhorando cada vez mais a qualidade dos produtos e serviços que alcançam a população amapaense. Com o apoio da Assembleia, criamos instrumentos jurídicos robustos, e caminhamos para um conselho reestruturado”, explicou Rafael Pontes.

A audiência foi presidida pela deputada estadual Edna Auzier. Participaram do evento, representantes das instituições de ciência e tecnologia, além do setor de inovação amapaense.

Amazônia +10

O programa foi desenvolvido pelos secretários de Estado da Ciência e Tecnologia, em parceria com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), cujo financiamento inicial é de R$ 100 milhões.

Os investimentos serão destinados a projetos de pesquisas sobre os desafios da Amazônia Legal, que são: a Conservação da Biodiversidade e Mudanças Climáticas; Proteção de Populações e Comunidades Tradicionais; Desafios Urbanos; e Bioeconomia como uma Política de Desenvolvimento Econômico.

O primeiro edital será lançado na próxima semana durante o Fórum Nacional dos conselhos Confap e Consecti, que ocorrerá no Amazonas, e terá a participação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Amapá (Fapeap) e da Setec.

Reestruturação do Conselho Estadual de C&T

O Conselho Estadual de Ciência e Tecnologia (Concitec) foi criado em 1994 como órgão colegiado, com função normativa e deliberativa da política de desenvolvimento científico e tecnológico no estado do Amapá.

Com a ampliação de atores no setor e a extinção ou incorporação de órgão com outros, surgiu a necessidade de reestruturação. O Concitec é um espaço público cuja finalidade é permitir a participação da sociedade na formulação e no acompanhamento e controle das políticas públicas.

A proposta para o novo Concitec, tem a criação de duas câmaras, sendo a Câmara Técnica de Ciência e Tecnologia e a Câmara Técnica de Inovação.

Lei de Inovação

Amapá foi o primeiro estado da região Norte a aprovar o Marco Legal da Ciência, Tecnologia e Inovação, em 2018. Com a lei, surge um novo cenário na produção de estudos científicos para a atuação efetiva em projetos empresariais, além de maior flexibilidade para a alocação de recursos públicos em projetos de inovação no Estado.

A legislação trata ainda sobre a colaboração entre empresas privadas e instituições de ensino, contemplando além de universidades públicas, as instituições de pesquisa estaduais.

As aprovações pela Alap estão previstas para ocorrer nas próximas semanas.

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá