quinta, 15 de outubro de 2020 - 12:04h
Dia do professor: Escola revela trabalho dos profissionais para atingir a meta no Ideb 2019
Na escola Princesa Izabel, os educadores apostam em atividades relacionando teoria e prática para manter a qualidade da educação.
Por: Valdeí Balieiro
Foto: Arquivo Pessoal
Para conseguir ultrapassar o Ideb em 2019, a escola trabalhou a relação entre professores e alunos.

O significado das palavras interação, respeito e troca de experiências ganhou ainda mais importância na Escola Estadual Princesa Izabel, localizada no centro de Macapá. Para conseguir ultrapassar o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019, a escola trabalha a relação entre professores e alunos.

A escola saiu de 5.5 para a nota de 6.6, um aumento muito significativo para a unidade escolar que engrandece o trabalho realizado por seus professores. De acordo com a gestora da escola, Arielma Nunes, essa aproximação gera confiança e fortalece o aprendizado dos estudantes.

“É uma relação de parceria que se estabelece na interação com o meio, com todo respeito, pela trocas de experiências.  As vivências dos alunos favorecem para que se busque a verdade e o questionamento com os conteúdos propostos pelo professor em sala de aula. Nosso professor tem essa consciência ao confrontar os conteúdos e as experiências, respeitando sua própria cultura e a do aluno”, explicou a gestora.

A escola desenvolve práticas com base na tendência pedagógica de teoria histórica crítica, o que significa dizer que os conteúdos de sala de aula são sistematizados de maneira crítica, visando a formação de um indivíduo capaz de transformar o meio em que vive sendo autor no processo de aprendizagem.

“É uma grande responsabilidade para nós professores. Não apenas na formação educacional secular, mas também ética e social. Assim, me sinto honrada em ser educadora e amo minha profissão”, enfatizou Arielma.

Para a professora Lígia Cardoso, a escola executa práticas pedagógicas voltadas ao desenvolvimento de seus estudantes nas mais diversas perspectivas.

“Em sala de aula, além das aulas expositivas, procuramos realizar diálogos e debates direcionados a temas que agregam valores sociais, gincanas e jogos de conhecimento. Os estudantes participam com afinco, pois divertem-se e aprendem de uma maneira mais leve”, comentou a professora.

O trabalho exercido pelos professores da escola para atingirem a meta do Ideb demonstra a importância desses profissionais na educação.

“Ser professor é muito mais do que dar aula, é muito mais do que ensinar. É ajudar cada indivíduo que passa por nós a reconhecer e desenvolver as suas potencialidades e aprender diariamente sobre a essência do que é ser humano”, concluiu Lígia Cardoso.

 

Nota do Ideb

Segundo as professoras, foi uma grande emoção para todos da comunidade escolar receber a nota 6.6 no Ideb 2019.

“Com muita alegria e a certeza de que estamos no caminho certo. Era o resultado que esperávamos, pois almejávamos alcançar a meta proposta e fomos além dela. Esse resultado confirma que o trabalho que estamos fazendo está sendo eficiente e que ainda podemos melhorar muito mais, dando sequência as atividades que já estamos efetivando”, expressou Arielma Nunes.

Essa avaliação afere a qualidade da educação nas escolas brasileiras e saber que os dados evidenciam a evolução do trabalho pedagógico que é desenvolvido. Além disso, os resultados motivam as instituições a buscarem se aprimorar ainda mais na educação ofertada aos estudantes.

“Discutimos na semana pedagógica a média de nossa escola que estava em 5.5. Então, nossa meta era aumentá-la, pois sabemos a importância do Ideb enquanto fator determinante de políticas públicas voltadas ao cenário educacional”, disse a professora Lígia.

 

Acompanhamento na pandemia

Com a rotina modificada por conta da pandemia do novo coronavírus, a escola tem estabelecido diálogos com as famílias dos estudantes e encaminhado orientações diariamente a eles com podcasts (áudios), vídeos aulas e sugestões de links educativos.

A professora Lígia Cardoso conta que o desafio está sendo grande, mas que todo o ambiente trabalhado efetivado antes da pandemia facilita o contato com os estudantes.

“Não está sendo fácil, tudo aconteceu muito rápido e mexeu com a vida de toda a sociedade. Porém, nós, enquanto educadores, temos buscado constantemente nos reinventar e lançar mão de aparatos tecnológicos para alcançar os nossos alunos”, argumentou a professora.

 

Escolas destaques no Ideb 2019

Além da escola Princesa Izabel, outras unidades escolares também atingiram a meta no Ideb 2019. As escolas estaduais Profª Risalva Freitas do Amaral e Profº Antônio Messias Gonçalves da Silva, em Macapá, e a escola Profº Afonso Arinos De Melo Franco, em Santana, foram as unidades que atingiram a meta de avaliação.

A Escola Profª. Risalva Freitas do Amaral obteve índice de 4,5 e 4,3 nos ensinos fundamental 2 e médio, respectivamente. A Escola Profº. Antônio Messias obteve índice de 4,9 e 4,3 nos ensinos fundamental 2 e médio, respectivamente. Em Santana, a Escola Profº Afonso Arinos obteve índice de 4,2 no ensino médio.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

EDUCAçãO - Secretaria de Estado da Educação
Avenida FAB, 96 - Cep: 68900-073, Macapá/AP - (96) 3131-2200 - seed@seed.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2020 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá