segunda, 16 de março de 2020 - 13:41h
Amapá é destaque em relatório nacional que avalia avanço da educação no Brasil
Os programas Criança Alfabetizada e Ensino Médio em Tempo Integral ganharam destaques positivos na política pública educacional brasileira.
Por: João Marcos Chaves
Foto: Erich Macias/Seed
Esta é a primeira edição do relatório, criado para contribuir com o poder público brasileiro.

Os programas do Amapá Criança Alfabetizada e Ensino Médio em Tempo Integral são citados no Relatório Anual de Acompanhamento da Educação como exemplo de avanços na política educacional. O balanço pertence à organização Todos Pela Educação, entidade sem fins lucrativos, que tem o objetivo de apresentar o panorama das políticas educacionais implementadas em 2019 e quais são as perspectivas da educação de todo o pais para 2020.

Esta é a primeira edição do relatório, criado para contribuir com o poder público brasileiro e revelar medidas que promovem um modelo de educação de qualidade para todo o Brasil. A iniciativa faz parte do plano “Educação Já!”

Acompanhe aqui o relatório completo.

A consulta à especialistas em políticas educacionais e organizações que trabalham diretamente com os temas analisados contribuíram na construção do documento. O Amapá é citado por diversas vezes devido aos seus planos para valorização do sistema de ensino estadual.

Uma das citações diz respeito à forma de distribuição do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para o alcance de resultados educacionais. O Amapá já possui uma lei que aprova a distribuição do ICMS de acordo com o desempenho educacional, servindo assim de exemplo para outros estados.

“Alagoas, Amapá, Pernambuco e Sergipe já aprovaram leis que incorporam a distribuição do ICMS de acordo com o desempenho educacional. Acre, Espírito Santo, Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo já demonstraram interesse em seguir este caminho”, cita o relatório.

Criança Alfabetizada

Além de investimentos, o relatório também destacou as estratégias criadas por estados para o fortalecimento das ações pedagógicas específicas. O processo de alfabetização deu destaque ao Programa Criança Alfabetizada, que busca a alfabetizar crianças na idade certa.

O programa foi criado em 2019 pelo governador Waldez Góes, para que as escolas buscassem a valorização do processo de ensino-aprendizagem infantil. Professores, gestores e alunos formam o pilar que promove o destaque deste projeto.

“Importantes avanços em relação às políticas de alfabetização aconteceram em diversos estados brasileiros (...) foram eles: Amapá, Espírito Santo, Paraná, Pernambuco e Sergipe. Essa estratégia de colaboração entre Estado e municípios parte do importante reconhecimento de que os governos estaduais podem ter um papel relevante no apoio técnico e financeiro aos municípios, mesmo quando não são os responsáveis diretos pela alfabetização”, pontua o texto.

Escolas do Novo Saber

O programa de Ensino Médio em Tempo Integral do estado do Amapá também ganha destaque positivo no relatório. Através do programa Escolas do Novo Saber, o governo amapaense busca fortalecer as escolas públicas de ensino médio oferecendo um ensino expansivo.

A implementação dos planos para que as escolas se readequassem a essa modalidade de ensino integral surgiu em 2017, quando o Ministério da Educação (MEC) aprovou leis com bases à reforços imediatos de mudança no ensino médio, que, segundo dados, era a etapa mais crítica da educação brasileira.

A meta estipulada pela legislação é que todas as escolas sejam atendidas em todo Brasil com essa modalidade de ensino, ofertando 3.000 horas de carga horária para o ensino médio. No Amapá, atualmente 23 escolas atendem nessa modalidade.

Na (re)elaboração dos novos currículos, uma das etapas do processo de implementação, 12 estados – incluindo o Amapá -, e o Distrito Federal, disponibilizaram para consulta pública suas propostas curriculares para o ensino médio. Esse esforço, no entanto, ainda está muito focado na seção da Formação Geral Básica, que deve corresponder até, no máximo, a 1.800 horas da carga horária da etapa e ter como base a BNCC.

“Em apenas cinco estados (Amapá, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Roraima) e no Distrito Federal, a proposta de currículo em consulta pública contempla, também, os itinerários formativos”, reforçou o relatório.

Educação Já!

O Educação Já! é uma iniciativa coordenada pelo Todos Pela Educação que, em conjunto com diversos especialistas e organizações do setor educacional, busca contribuir para que o poder público brasileiro implemente medidas capazes de promover um salto de qualidade na Educação Básica brasileira.

NEWSLETTER

Receba nossas notícias em seu e-mail ou celular.

EDUCAçãO - Secretaria de Estado da Educação
Avenida FAB, 96 - Cep: 68900-073, Macapá/AP - (96) 3131-2200 - seed@seed.ap.gov.br
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2017 - 2020 Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá