quarta, 16 de março de 2022 - 09:56h - 3411
Governo do Amapá dá a estudantes dupla possibilidade de certificação com o Ejatec
Aula inaugural apresentou aos estudantes do programa piloto como funcionará a certificação de ensino médio com formação técnica e profissional.
Por: Caroline Mesquita
Foto: Vandy Ribeira/Seed
A proposta é que o estudante conclua os estudos e saia da escola profissional técnico em Informática.

Agora estudantes do Amapá têm a oportunidade de retomar os estudos, concluir em menos tempo e ainda ter uma formação profissional.

Na noite de terça-feira, 15, no auditório da Secretaria de Estado da Educação (Seed), aconteceu a aula inaugural do programa Ejatec, o Novo Ensino Médio da Educação de Jovens e Adultos (EJA), aliado à formação profissional da rede estadual do Amapá.

O Ejatec é um projeto elaborado e gerenciado pelo Núcleo de Educação de Jovens e Adultos da Seed, em parceria com a Fundação Itaú – Educação e Trabalho. Nesta 1ª etapa, oferta a formação do ensino médio da EJA com o curso de Técnico em Informática, na modalidade semipresencial, nas escolas Ruth Bezerra e Paulo Melo, em Macapá. Ao todo, 180 estudantes são atendidos no programa piloto.

A aula inaugural reuniu os estudantes do Ejatec, gestores das escolas pilotos, servidores da Seed e equipe da Fundação Itaú. A proposta é que o estudante conclua os estudos e saia da escola profissional técnico em Informática.

Para a secretária da Educação, Goreth Sousa, o programa incentiva a empregabilidade dos estudantes e estimula a continuidade dos estudos.

“Os estudantes da EJA não tiveram acesso à educação regular e agora precisam de uma escola que atenda suas necessidades e expectativas, pois muitos já trabalham e são pais. Esse programa será um sucesso, pois é o que o estudante precisa”, pontua a secretária.

José Agrinaldo Brandão, estudante do programa no Centro de Estudos Supletivos Professor Paulo Melo, avalia que a novidade vai nos ajudar muito a quem não conseguiu concluir os estudos na idade certa.

“Vamos sair de trás e estudar e cursar o técnico profissionalizante. Quando eu terminar meus estudos, posso entrar no mercado de trabalho e cursar uma profissão que eu gosto”, disse o estudante.

Para Cacau Lopes, responsável pela área de implementação e desenvolvimento do Itaú - Educação e Trabalho, esse momento é muito importante para todos que abraçaram o projeto e, principalmente, para os estudantes que estão de volta à escola.

“Nossa missão é atuar para que a juventude brasileira tenha igualdade de oportunidades, para que ela possa ter uma trajetória digna, formação adequada e faça a construção do seu projeto de vida. É incrível que vocês estejam voltando pra escola e nosso convite é para que vocês permaneçam”, finalizou Lopes.

GALERIA DE FOTOS

Créditos:

Vandy Ribeira/Seed

GOVERNO DO ESTADO DO AMAPÁ
Site desenvolvido e hospedado pelo PRODAP - Centro de Gestão da Tecnologia da Informação
2015 - Licença Creative Commons 3.0 International
Amapá